sexta-feira, 12 de janeiro de 2018


Suzane von Richthofen, que está presa há 12 anos na penitenciária de Tremembé, foi condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais. A detenta obteve parecer favorável para cumprir o restante da pena em liberdade. A defesa de Suzane alegou que ela já cumpriu o tempo mínimo previsto em lei e destacou o “ótimo comportamento carcerário da sentenciada”. Atualmente, ela está no regime semi-aberto, onde tem o direito a cinco saídas temporárias ao ano. A última delas foi no Natal.

A defesa tenta o parecer desde junho de 2017. Apesar da decisão, o julgamento que pode dar liberdade à paulistana ainda não foi marcado. O parecer é importante na argumentação da defesa para o pedido de liberdade.


O exame criminológico foi solicitado pelo Ministério Público, para análise da detenta. Suzane foi submetida à avaliação de uma junta médica, caso consiga o regime aberto, Suzane poderá sair da penitenciária. Contudo, terá de comparecer às audiência marcadas pela justiça.

O exame foi concluído nesta semana e o processo segue em segredo de Justiça.

0 comentários:

Postar um comentário