terça-feira, 27 de fevereiro de 2018


A depressão é uma doença ou um distúrbio afetivo, que atinge a humanidade desde suas origens, atingindo a autoestima, também o sentimento de inferioridade, tristeza, pessimismo, combinando entre si e aparecendo com extrema frequência.

A depressão pode aparecer em diversas idades desde adolescentes ate idoso, e por diversos motivos.

A atriz Priscila Fantin estava há quatro anos longe da TV. O afastamento tem um motivo: Fantin foi diagnosticada com depressão crônica em 2008 e desde 2010 não estrelava uma novela. O afastamento foi para tratar a doença.


Convidada do "Mariana Godoy Entrevista" a atriz comentou que não tinha nenhum sentimento quando enfrentava a depressão e que o teatro foi parte fundamental para que ela superasse o transtorno.

"É uma morte em vida. Você não sente nada, nem tristeza, nem raiva, alegria, nada." A atriz afirmou ainda que a atuação e as atividades físicas tiveram grande importância para que ela conseguisse contornar a situação. "O esporte me ajudou muito. Me ajudou a sair da estagnação, o teatro também é muito curativo, transformador", disse.


Além desse período conturbado, Priscila também comenta sobre os trabalhos sociais que realiza. "Tenho uma preocupação humana muito grande. Acho que falta humanidade para os humanos. A gente se olha muito pouco no olho e estende muito pouco a mão. Tem muita gente precisando".

A Atriz que tem mais de 18 anos de carreira, ainda relembrou na conversa seus grandes momentos na televisão e explicou por que prefere fazer papéis que destoem da sua personalidade. "Gosto do desafio e de vivenciar coisas que eu não vivenciaria em minha vida", afirmou. Atualmente, ela está em cartaz com a peça "Além do Que os Nossos Olhos Registram", em São Paulo.

0 comentários:

Postar um comentário