segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018


Mulher diz que esta foi a maneira de "se manter perto do filho de alguma forma"

A professora indiana Rajashree Patil de 49 anos teve uma ideia polêmica para reviver suas memórias. Ela armazenou o sêmen do filho falecido, para tentar ter gêmeos. Para isso, precisou da ajuda de uma mãe de aluguel de 35 anos, que gerou dois bebês gêmeos, uma menina e um menino, por meio de inseminação artificial com o esperma de Prathamesh .

Em entrevista à BBC, Rajashree Patil justificou que foi a maneira encontrada para "se manter perto do filho de alguma forma" e comemorou: "Agora eu tenho meu filho de volta"


No depoimento, ela revelou que os médicos pediram a Prathamesh que armazenasse o sêmen antes do início da quimioterapia e da radioterapia, tratamentos que podem provocar infertilidade.

"Eu era muito ligada ao meu filho. Ele era um aluno brilhante e estava fazendo mestrado quando foi diagnosticado com um tumor que já estava num estágio avançado no cérebro".


Nascidos no último dia 12 de fevereiro, Rajashree deu o nome do filho ao menino e escolheu Preesha (que significa presente de Deus) para a menina.

Apesar da surpresa causada pela história, médico Supriya Puranik, especialista em fertilização, afirmou que o procedimento não passou de uma ação de rotina. Mas que se tratava de um caso único, por se tratar de "uma mãe entristecida que queria recuperar seu filho a qualquer custo".

0 comentários:

Postar um comentário