quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018


Será que foi a falta de amor ou o ciúmes falou mais alto? Uma mulher matou o marido envenenado, em Campina Grande, na Paraíba, com quem já convivia a 6 anos por descobrir que ele tinha um caso extraconjugal.



Ednalva Laurindo Ferreira, de 52 anos, procurou a polícia na manhã desta quinta-feira(1), para se entregar, confessando ter matado o marido de 61 anos, Irenaldo Bezerra, que era pedreiro. Ednalva ao preparar o jantar do marido na noite de quarta-feira(31), colocou na comida "cuscuz e refrigerante", um veneno muito utilizado para matar ratos. O que mais chamou a atenção no crime, foi que após servir o jantar ao marido, ela foi dormir tranquilamente.

Segundo a delegada de homicídios Ellen Maria, Ednalva Laurindo Ferreira disse que cometeu o crime porque o marido tinha um relacionamento com outra mulher. Irenaldo Bezerra comeu o jantar com veneno na noite de quarta-feira (31), no Conjunto Ronaldo Cunha Lima.

Residência do casal. (Foto: Laisa Grisi/TV Paraíba)

Na manhã desta quinta-feira, Irenaldo foi encontrado morto na cama onde dormia com a mulher. Vendo que de fato o marido tinha chegado ao óbito, ela foi se refugiar na casa de parentes, onde confessou o crime e os familiares acionaram a polícia.


A mulher foi presa e levada para a carceragem na Central de Polícia da cidade. O corpo da vítima foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande. Informações e fonte "G1".




0 comentários:

Postar um comentário