sábado, 3 de fevereiro de 2018


A esposa do pastor Gilson Genário Rodrigues que cometeu suicído, da Igreja Assembleia de Deus Ministério Rio Comprido, na cidade de Espera Feliz em Minas Gerais, comentou pela primeira vez nas redes sociais, sobre a morte do seu esposo que se matou na última segunda-feira (29).

“Essas questões todas não importa, o que importa é o Deus que fala e que me conforta e Deus falou comigo esta tarde”, declarou ela. Segundo Maria das Graças, nos últimos dois meses seu esposo e ela trabalharam intensivamente pela obra de Deus.


Ela relata que Deus falou com ela que se ele morresse pela enfermidade, ela seria apenas mais uma viúva. Mas para ela tinha que ser uma morte vergonhosa. “Assim como a forca é vergonhosa, a cruz também é e hoje a cruz está estampada em camisetas, pingentes… e ninguém tem coragem de fazer isso com uma forca”, declarou.

O depoimento emocionado da viúva, mostra que ela tem fé que este momento tão difícil e doloroso tem servido para mostrar a ela a grandeza de Deus. “Eu pedi para Deus falar comigo e Ele me respondeu”, completou ela.


O pastor foi encontrado enforcado na cidade de Espera Feliz em Minas Gerais e as conclusões foram de suicídio por enforcamento.

Umas das causas que pode ter levado o pastor a cometer suicídio pode ser o uso de remédios.
Ao que parece, o pastor Gilson tinha problemas severos com diabetes e tomava duas doses de insulina por dia. A esposa do pastor declara que esse tratamento deixava ele muito debilitado. O que pode ter sido uma das causas do suicídio.


2 comentários:

  1. Não, Não estou lendo isso , meu Deus do céu quem falou com ela foi o proprio DIABO so pode! Porque os suicidas não tem Salvação está escrito... Ou palavra de é mentirosas??? É isso?? , estou indignada com tanta ignorância espiritual ..aff!

    ResponderExcluir
  2. Nossa de vdd, não entendi esse depoimento... O que quis dizer... Mas achei meio sem pé nem cabeça. Que DEUS conforte os familiares...

    ResponderExcluir