quinta-feira, 8 de março de 2018


Uma médica brasileira fez uma postagem em seu perfil no Facebook que deixou muita gente estarrecida por sua decisão. Segundo a médica, em 16 dias estará na Suíça fazendo o que é proibido no Brasil, se submeter a "morte assistida".


Portadora de uma doença rara e autoimune, chamada de dermatopolimiosite, que provoca inflamação crônica da musculatura, dores pelo corpo e nos músculos, febre baixa, desânimo e dificuldade para se movimentar, a médica brasileira Letícia Franco postou uma declaração revelando que a única saída que a mesma encontrou para se livrar das dores e do medo é a "morte assistida".


"Em 16 dias, estarei longe, na Suíça, fazendo o que me deixará livre da dor e do medo. Acho que amanhã ou depois desligo esse Facebook[...] A toda minha família, deixo meu mais sincero amor", escreveu Letícia.

Após a repercussão causada com a postagem, Letícia apagou, mas a postagem acumulou diversos comentários de amigos, desejando boa sorte e outros lamentando a escolha.


A morte assistida é proibida no Brasil; mas alguns países, como Suiça, Alemanha, Holanda e Bélgica legalizaram a prática. Alguns estados dos Estados Unidos e Canadá também autorizam o procedimento. Informações e fontes "Veja".


2 comentários:

  1. Lamentável,isso e suicídio...
    Busca a Deus e em nome do Senhor Jesus,seras curada,e Deus te usará pra salvar muitas vidas,bjs.

    ResponderExcluir
  2. Ainda tem solucao pra sua vida os médicos dos médicos Jesus procura uma ajuda espiritual que Deus vai fazer vc conta um grande testemunho

    ResponderExcluir