terça-feira, 20 de março de 2018


As crianças de seis a 12 anos de idade eram vítimas de estupro. O pastor filmava e fotografava as ações criminosas, segundo o delegado...


Uma operação feita pela polícia do Ceará, intitulada de "Dedo de Deus", colocou atrás das grades na última sexta-feira(16), o pastor evangélico Felipe Costa Silva, 52 anos, suspeito de estupro de vulnerável contra seis crianças de seis a 12 anos.

Segundo informações do site 'O Povo', o pastor foi preso no bairro Sapiranga, cumprindo o mandato de prisão preventiva, conforme o delegado Levy Louzada, confirmando que as investigações começaram em julho de 2016.


O delegado informou que o crime acontecia quando o falso pastor visitou filhas ou netas de seus seguidores, com a justificativa de orar por elas. Os fieis da igreja do falso pastor confiavam de tal maneira em Felipe Costa, a ponto de permitir visitas mesmo quando não estavam em casa. O pastor tinha o hábito de filmar e fotografar seus estupros para mostrar para outras vítimas.

Segundo o delegado, no celular do pastor existia vários arquivos com cenas de sexo explícito envolvendo crianças. A Justiça decretou a prisão de Felipe por 10 dias, podendo ser prorrogada até a conclusão do inquérito. Caso Felipe seja condenado, as penas previstas para os delitos, somadas podem chegar até 90 anos de reclusão.






0 comentários:

Postar um comentário