terça-feira, 20 de março de 2018


A morte da vereadora da cidade do Rio de Janeiro, Marielle Franco, de 38 anos, na última quarta-feira(14), mobilizou o Brasil e várias partes do mundo, onde famosos e anônimos se engajaram para protestar contra a morte violenta da parlamentar. Mas depois de alguns dias, o cantor Zezé Di Camargo resolveu se pronunciar, e criticou toda a mobilização feita nacional feita pela morte de Marielle.


Usando sua conta no Instagram, Zezé Di Camargo, publicou uma foto e um texto sobre a médica Gisele Palhares Gouvêa, que também foi morta a tiros na cabeça em junho de 2016.

"Vamos refletir?!!! Como cidadão tenho direito de expressar minha opinião (opinião). Aos que concordam comigo, obrigado!! Aos que divergem, apenas conteste sem ofensas. Lembrando, apenas, que o texto não é meu. Repostei, porque achei coerente e verdadeiro. Parabéns ao autor!! Transformar uma barbárie em politicagem, não!!! Obs: esse crime aconteceu em 2016. O texto foi postado um dia depois do acontecido. Por isso o ‘ontem'", escreveu Zezé na legenda da foto.



A postagem não foi vista com 'bons olhos' por seus seguidores, onde uma internauta pediu para que Zezé respeitasse a execução covarde da vereadora. "Respeitem a execução covarde dessa mulher que lutou tanto contra as desigualdades e injustiças. Vá pesquisar quantas coisas boas essa mulher fez", escreveu a seguidora do cantor.


Zezé ao ver o comentário da internauta, de pronto rebateu e disse: "Ninguém desmereceu a morte dela aqui. Sou a favor que descubram os criminosos e os punam. Sou contra a politicagem".




0 comentários:

Postar um comentário