sexta-feira, 27 de abril de 2018


Após 10 dias internados o casal ganhou alta médica e já estão dormindo de mãozinhas dadas de novo, contou a família.

A história de amor vivida por eles ganhou repercussão na última sexta (20), quando a direção do hospital público quebrou o protocolo de atendimento e manteve os dois lado a lado, no mesmo quarto.

Internados há 10 dias no Hospital Regional de Samambaia, no Distrito Federal, o casal que está junto há 82 anos, Sebastiana Matos, 101 anos, e Francisco de Alencar, 102 ganhou mais um capítulo feliz na tarde desta quinta-feira (26).

Ela, com o agravamento no quadro de diabetes, foi internada na segunda (16). Já Francisco deu entrada no dia seguinte por causa de um problema renal. Em alas diferentes, os dois "não cansavam de perguntar um pelo outro", contou a neta.


Os dois ganharam alta médica por volta do meio-dia. Ansioso, Francisco rejeitou o lanche das 10h para almoçar em casa na companhia da família. "Ele disse que queria o prato preferido dele: carne moída, arroz, feijão e mandioca", contou a neta, Jane Alves.

A neta contou que os avós reagiram bem ao saber da repercussão do caso, Jane disse que o avô gostou de saber que a aventura de amor dos dois se tornou conhecida e já inspira outros casais. "Mas ele ficou se perguntando como um sentimento pode surpreender tantos as pessoas".

"Agora eles já sabem que o Brasil todo conhece o amor deles. Meu avô sorriu e confirmou: 'eu amo mesmo a Bastiana'."

Mais debilitada por causa dos sintomas da doença de Alzheimer e, às vezes, inconsciente, Sebastiana expressa poucas reações. "Ela ficou tranquila quando sentiu que comeu ao lado do meu avô, quando ouviu a vozinha dele perto dela".


Desde que receberam autorização para permanecer juntos no hospital, o casal não se desgrudou. Durante o dia, a família decidiu juntar as camas onde os idosos estavam deitados. À noite, por causa dos aparelhos, elas eram separadas. "Quando se afastam, eles sentem muito", disse a neta.

"Meu avô passa a noite toda procurando pela mão dela."

Ao G1, a família de Francisco e Sebastiana contou que a morte de um antes do outro era uma preocupação. No hospital, os dois combinaram que "um não vai morrer sem o outro".

"Ele ora que quando Deus levar ele, que Deus leve a 'Bastiana' também."

O amor, de tantos anos, foi cultivado com declarações diárias. Jane lembra que os dois costumam dizer que são muito felizes. O avô, em especial, repete que a mulher "é tudo para ele".


0 comentários:

Postar um comentário