sábado, 5 de maio de 2018


Uma adolescente foi brutalmente assassinada e queimada viva em sua casa no Leste da Índia, um dia depois de ser estuprada, informou neste sábado a polícia, em um novo caso de violência sexual a chocar o país. Só em 2016 40 mil casos de estrupo foi registrado na Índia.

A jovem tinha apenas 16 anos, ela foi raptada em Chatra, uma aldeia na região do estado de Jharkhand quando a família estava em um casamento, e foi estuprada pelos homens na quinta-feira em um parque florestal, segundo a polícia local.

Familiares da jovem, denunciaram o crime ao Conselho local, que ordenou que os acusados pagassem uma indenização de 50 mil rúpias (cerca de US$ 770)


O Conselho local, uma entidade formada pelos membros mais velhos da comunidade, geralmente resolve disputas, evitando assim que os casos sigam para sistema Judiciário indiano, lento e caro.

Segundo a polícia, esta decisão irritou os homens, que espancaram os pais da jovem antes de atearem fogo no corpo da filha, indicou à AFP um funcionário da polícia local, Ashok Ram.

Os dois homens fugiram. Uma investigação sobre o caso foi aberta, disse ele.


0 comentários:

Postar um comentário