sábado, 12 de maio de 2018


Homem que estava "possuído" dizia que o diabo “respeita todas as religiões”

Na última segunda-feira (07), o diretor de jornalismo da TV Alterosa, Ricardo Carlini, abriu uma edição do “TV Verdade”, como um dia histórico para a televisão brasileira.

Nesse dia, Ricardo Carlini, apresentou o programa com uma bancada de convidados, que incluía um pastor. O entrevistado, identificado como Marcelo, disse ser umbandista e que servia como “cavalo” do espírito conhecido como “Exu Tranca Rua”.

O assunto do programa era como foi preso o responsável por uma chacina no bairro Pindorama, de Belo Horizonte, onde três pessoas, todas da mesma família, foram mortas pelo mesmo homem.


Marcelo que estava participando do debate, disse que o Tranca Rua havia ajudado na identificação do assassino. O espírito teria impedido o homem de sair do seu esconderijo, até que a polícia conseguisse identificar o local.

Logo em seguida, o pastor Richard Costa, que também participava da entrevista, começou a discutir com Marcelo, dizendo que tudo aquilo era uma “grande mentira de Satanás, que usa pessoas para o mal”.

Nervoso Marcelo incorporou o Tranca Rua, que começou a discutir com o pastor. “Tem que respeitar todas as religiões. Vocês [evangélicos] não são donos da verdade”, afirmou, com a voz nitidamente alterada.


Lembrando que “o mundo espiritual existia”, o pastor Richard afirmou que o demônio era o responsável pelo mal e por isso teria condições sim de saber onde estava o assassino. Citando vários versículos e clamando pelo nome de Jesus, o pastor desafiou o Tranca Rua.

Por sua vez o apresentador Carlini, tentou interferir no bate-boca, mas o homem endemoninhado reclamava do pastor, dizendo que o Tranca Rua respeitava todas as religiões e, por isso, queria ser respeitado.

Assista o vídeo abaixo da matéria completa:




0 comentários:

Postar um comentário