sexta-feira, 11 de maio de 2018


O padre Fábio de Melo usou as redes sociais, nesta quinta-feira, para pedir desculpas após a viralização de um vídeo em que ele aparece dando declarações consideradas desrespeitosas para as religiões de matriz africana.

Enquanto ministrava uma de suas missas, padre Fábio de Melo ironizou o Candomblé, causando muita revolta dos seguidores da religião afro-brasileira.

No vídeo, ele diz ainda que se as pessoas acreditam que uma "galinha preta na porta de casa, com um litro de cachaça e uma farofa de banana têm o poder de trazer destruição" elas não conhecem o "poder de cristo ressuscitado".

Muitas pessoas criticaram o vídeo, e a postura do padre Fábio Melo, considerado um exemplo de intolerância religiosa.

O babalaô Ivanir dos Santos, representante de movimentos contra a intolerância religiosa, notificou extrajudicialmente o padre Fábio de Melo para que ele retire do ar o vídeo.

O vídeo teve milhões de visualizações, e nele, há vários comentários negativos.

Pelo Twitter, Fábio disse também que entrou em contato com Ivanir e que tolerância religiosa "não significa abrir mão do que cremos".




Assista o vídeo abaixo:




0 comentários:

Postar um comentário