segunda-feira, 21 de maio de 2018


A Record deve iniciar algumas mudanças a partir de junho. A ideia é alavancar sua audiência nas primeiras horas do dia, em que perde para a Globo e o SBT, de lavada.

Segundo informaçõe do UOL, para ceder uma hora de sua programação para o jornalismo, no entanto, a Igreja Universal exige um espaço de pelo menos cinco minutos no pico de audiência do Cidade Alerta, por volta das 19h, e de programas regionais do mesmo horário.

A mudança valerá para toda a rede e já foi comunicada às afiliadas. Em Brasília, Belo Horizonte e Porto Alegre, já há movimentação para produzir um novo noticiário, no ar das 6h às 7h, que virá depois do Balanço Geral Manhã.


Em São Paulo, os profissionais que atualmente trabalham para colocar o BG Manhã no ar às 6h já foram informados de que poderão ter de iniciar a jornada uma hora mais cedo.

Por causa da programação religiosa da madrugada, a Record começa o dia com uma enorme desvantagem em relação à Globo e SBT. Entre 5h e 6h da manhã, nos últimos 30 dias, a emissora teve apenas 0,4 ponto na Grande São Paulo, contra 3,5 do SBT (com o SBT Notícias, que reprisa as mesmas reportagens desde 1h da manhã) e 5,2 da Globo (com o Hora 1).

Apesar disso tudo, o martelo ainda não foi batido, ou seja, a mudança ainda não é oficial. Por isso, também ainda não há uma data para começar. Pode ser no próximo dia 4, no dia 18, quando a Globo irá alterar sua grade por causa da Copa do Mundo ou só depois do Mundial da Rússia. Informações de "UOL"


2 comentários:

  1. Sou cristã, da Igreja Universal. De Boa, Cidade Alerta já deu.
    As manhãs são das crianças. Faltam desenhos animados educativos e bíblicos.
    Falando do Jornalismo da Record: não está bem a muito tempo. Só tem foco em desgraças paulistas. Esquecem de focar outros assuntos do país e do mundo.

    ResponderExcluir
  2. Espero que meu comentário seja aprovado. Ou vivemos numa democracia fictícia?

    ResponderExcluir